Dedo no Mapa – Belo Horizonte (I)

História contada em fotos – Belo Horizonte – Parte I

Semáforo de 1929 – o mais antigo de BH

No último final de semana fizemos um tour pela Praça da Liberdade, apreciando cada construção e detalhe desse ícone de BH.

Julho é um bom mês para conhecer Belo Horizonte. Cidade mais vazia, clima ameno ou friozinho, além da oportunidade de se conhecer nossa tradicional culinária e pratos típicos dessa época, como canjica, caldos e outras delícias.

Seja para o turista, seja para o morador de Beagá, a Praça da Liberdade sempre encanta por sua beleza, e o Circuito Cultural tornou a visita muito mais interessante.

Os prédios históricos, que antes abrigavam secretarias de governo, deram lugar a museus, casas e centros de cultura, com exposições permanentes ou itinerantes.

Basta acessar o Circuito Liberdade e ter acesso a cada prédio que faz parte do projeto e o que está acontecendo. A maioria ainda conta com um café, sempre bem-vindo após uma bela visita cultural.

Nestas fotos segue um pouco do nosso olhar sobre o patrimônio da Praça da Liberdade.

O “pisca-pisca”, como ficou conhecido na época, foi o primeiro semáforo da cidade de Belo Horizonte. Desde 1929, na esquina entre a rua Gonçalves Dias e a avenida João Pinheiro, ele fica bem de frente ao início do corredor de palmeiras da Praça de Liberdade. Ao fundo se visualiza o Palácio da Liberdade, que não se encontra aberto para visitação.

Palacete Dantas – promessa de integrar o Circuito Cultural

O Palacete Dantas, de 1925, fica na avenida Cristóvão Colombo, ao lado do Palácio da Liberdade. Já foi a secretaria de cultura e no momento se encontra fechado.

Há projeto para que ele venha a integrar o Circuito Cultural da Praça da Liberdade.

 

Memorial Vale (direita) e Museu de Minas e Metais (esquerda)

O Memorial Minas Gerais Vale e o Museu de Minas e Metais Gerdau, localizados na Alameda da Educação com rua Gonçalves Dias, tornaram-se ricos espaços para visitação e aprendizado.

O primeiro, instalado no antigo prédio da Secretaria de Estado da Fazenda, tem como finalidade levar o público a conhecer um pouco mais sobre a história e as características de Minas Gerais.

O MM Gerdau ocupa as instalações da antiga Secretaria de Educação, retrata o mundo dos metais e minerais, tão característicos das nossas Minas Gerais.

Palacio da Liberdade – sem visitação atualmente

 

Detalhes do CCBB

O Centro Cultural do Banco do Brasil se encontra instalado no prédio que foi inaugurado em 1930 e abrigava a Secretaria de Segurança e Assistência Pública.

O espaço trabalha com exposições itinerantes, tem ótimos cafés e ainda um teatro com apresentações constantes para adultos e crianças.

Biblioteca Publica Luiz de Bessa

A Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa foi fundada em 1954 e possui acerco com cerca de 200 mil títulos disponíveis.

Edifício Niemeyer

Uma das obras do famoso arquiteto brasileiro espalhadas por Belo Horizonte, o Edifício Niemeyer possui curvas que remetem às montanhas de Minas, e é destaque ao redor da Praça da Liberdade.

5 opiniões sobre “Dedo no Mapa – Belo Horizonte (I)

  • julho 20, 2017 em 3:36 pm
    Permalink

    Gostei muito!
    Será que poderiam contar um pouco mais sobre cada um dessas arquiteturas num próximo post?
    Ou melhor… o que dá para fazer a noite por aí?

    Estou adorando o blog!’

    Resposta
    • julho 21, 2017 em 8:49 am
      Permalink

      Muito obrigada pelo feedback e já incorporei ao texto, espero que goste!
      Sobre os programações noturnas aqui, as opções que se destacam são conhecer alguns dos famosos e bons restaurantes e bares da cidade, conferir as programações do Palácio das Artes, ou dos museus que funcionam à noite. Inhotim tem eventos noturnos durante o verão, também é excelente pedida! Espero que venham aqui conferir!!

      Resposta
  • setembro 20, 2017 em 10:08 am
    Permalink

    Nossa família é de BH e a gente sempre tá pela cidade, mas é legal conhecer um outro ponto de vista e algumas histórias!

    Resposta
  • novembro 23, 2017 em 2:25 pm
    Permalink

    Eu tenho uma grande falha na minha vida de viajante: não conheço o Estado de Minas Gerais! Eu que amo história, arte e arquitetura confesso que é um erro na minha vida! Mas dá para reparar! Próximo ano, vou consertar isso e começar pela bela Capital! Com suas fotos e descrições, fiquei com mais vontade ainda! Quero muito ir para MG!

    Resposta

Curtiu? Conta pra gente!