Dicas para sua próxima viagem (com ou sem filhos)

A maioria das pessoas que viaja passa por uma situação estressante. 

Conosco não é diferente.Depois de algumas experiências, vamos percebendo que certas medidas podem preveni-las ou amenizá-las.Seguem alguns itens que nos acompanham na hora de nos prepararmos para uma viagem.

1 – Internet – desfrute das facilidades.

A internet é grande ferramenta para o viajante, na qual podemos pesquisar sobre as atrações de interesse, comprar ingressos com antecedência, evitando longas esperas em filas.

Então, além de pesquisar blogs de viagem, tripadvisor, sempre procuro o site da atração que gostaria de conhecer.Ah, e levo alguns vouchers impressos, além de um mapa físico. Afinal, as vezes ficamos sem sinal, celular descarregado…

2 – Vai levar os filhos pequenos? – deixe uma consulta agendada com o pediatra para o retorno.

As diferentes temperaturas, comidas e vírus sociais podem ocasionar alguma doença ou mal estar nos pequenos, no destino ou quando retornamos de viagem. Então, além de levar o cartão do plano de saúde (com validade em dia), e uma mini farmácia para situações emergenciais (antitérmico, antialérgico, termômetro, antigases, antisséptico e micropore), costumo deixar uma consulta agendada com a pediatra para uns dois dias após nosso retorno. Se estiverem bem, posso desmarcar. Mas se tiverem tido algum problema na viagem, já teremos um horário garantido para averiguar se está tudo bem. Quanto maiores os filhos, menor a necessidade dessa medida.

img_20160722_160453010

3 – Vai viajar e deixar os filhos com familiares? – marque uma consulta com o pediatra antes de ir.

Se for possível fazer uma consulta de rotina antes de ir viajar sem seus filhos, acho uma ótima medida. Além de se certificar de que está tudo bem, a ida recente ao médico facilita um eventual retorno na ausência dos pais, caso seja necessário.Já passamos por isso, estando em viagem nossos familiares que ficaram com as crianças tiveram que levá-las ao pediatra e a consulta anterior recente facilitou o encaixe.

4 – Leve lanches saudáveis ou compre-os no destino. Para as pequenas refeições ao longo do dia, sempre é bom ter por perto uma opção saudável que faça parte de nossa rotina, evitando males estomacais, intestinais e outros que podem surgir com a mudança alimentar. Costumamos comprar frutas, castanhas, barras de cereais, e assim facilita na hora da fome em uma situação onde não há comida por perto, ou numa espera para alguma atração. Com crianças, opções assim são essenciais, elas costumam ficar chatas com fome.

5 – Reduza suas expectativas e desfrute do passeio.

Costumo organizar nossos roteiros passo a passo, e nas primeiras viagens, às vezes ficava frustrada por não ter conseguido completar a programação pretendida. Hoje já aprendi a relaxar. Continuo organizando tudo, mas reduzo um pouco o número de atrações para o dia, ou então vou já sabendo que mudanças acontecem e que faremos o que for possível.

6 – Consulte dados climáticos antes de comprar as passagens.

Quando faço essa observação, me refiro a índices pluviométricos, tábuas de mares, temperaturas máximas e mínimas da região, incidência de ventos e umidade relativa do ar. É bom ter a ideia de como estará o clima no local, ajuda na preparação das malas e também a evitar perder atrações desejadas por questões climáticas. Claro que podemos ser surpreendidos por uma mudança não prevista na metereologia, mas os dados climáticos já catalogados dos locais nos dão uma margem melhor de probabilidade de como estará o tempo no local a ser visitado.

7 – Malas de adultos – tente ser prático.

Conheço vários amigos – especialmente mulheres – que gostam de levar várias opções de roupas para escolher o que usar no destino. Bem, não sou dessas. Mas mesmo para que precisa dessas opções, há maneiras de reduzir a quantidade de itens a levar. Até hoje costumo voltar com itens na mala sem usar. É bom tentar ser prático, principalmente se a viagem tiver várias paradas ou deslocamentos. Ninguém merece ficar carregando mala pesada para lá e para cá.

8 – Malas de filhos – sempre leve agasalho.

Posso estar indo para o nordeste, no verão, que um agasalho e um par de roupa de frio sempre serão levados. O agasalho costuma ir no corpo, já que às vezes o ar condicionado do avião é muito frio para os pequenos.

9 – Vai de avião  – Check in pela internet; De carro – cheque a revisão do veículo, abastecimento, calibragem de pneus, itens de segurança e apólice de seguro.

Bem, espero ter ajudado com algo que vocês ainda não pensaram, ou reforçar sugestões que facilitarão futuras viagens.E vocês, tem alguma ideia a acrescentar? Compartilhem aqui.

4 opiniões sobre “Dicas para sua próxima viagem (com ou sem filhos)

Curtiu? Conta pra gente!