Museu Paranaense – Curitiba – PR

Esta semana começa a blogagem coletiva da RBBV, com o tema #MuseumWeek 2017, e para nós, que recentemente fomos integrados à rede de blogueiros, é um prazer participar pela primeira vez.

No final deste post se encontra a lista de todos os blogs participantes, cada um com um belo relato sobre o tema.

Museu Paranaense – Curitiba/PR

Museu… esta palavra ao longo da história da humanidade teve bastantes conceitos culturalmente variados. Da mesma forma, signos, símbolos, apropriações, representações, memórias coletivas e individuais, significantes, significados, identidades, que são ferramentas de compreensão museológica, passaram por transformações culturais.
Independentemente de como foi utilizado ao longo da história, na minha opinião, suas apropriações habilitaram o universo museológico a coabitar nas diversas comunidades com característica mais contemporânea, retirando-lhe estigmas conceituais de ser santuário, ou mesmo um depositário de coisas inservíveis. Ao contrário, tornou-se um espaço de trocas, reflexão, didática, enfim, um lugar dinâmico e vivo, sempre pronto a oferecer algo além!

Ler mais

Bonito com filhos – Nossas dicas

Bonito foi um dos nossos destinos de viagem em 2016.
A região é muito bela e peculiar, oferecendo ao turista muitos passeios em contato com a natureza da região do centro-oeste. É considerado polo de ecoturismo em nível mundial. Flutuação, rapel, cachoeiras, estâncias, balneários, grutas, lagoas… Há muito o que se fazer.
As águas das nascentes e rios são de fato cristalinas, em virtude da alta concentração de minerais, especialmente calcário. Em razão disso, mesmo fora da água, é possível ver peixes de várias espécies nadando em verdadeiros aquários ao ar livre.

Ler mais

Dicas para quem vai a Caldas Novas/GO

img_20160723_174442917
Di Roma Acqua Park

Conheci Caldas Novas há alguns anos atrás, quando o Rio Quente Resort não era o complexo turístico dos dias atuais.

Já naquela época foi uma viagem muito bacana e com ótimas lembranças.

Caldas Novas é um destino muito bom para se viajar em família, especialmente com crianças e idosos. A cidade é conhecida como maior estância hidromineral do mundo, com nascentes cujas águas brotam do chão em temperaturas entre 43 e 70 C. Essa particularidade é a principal atração turística do município, que possui vários hotéis, pousadas e condomínios com piscinas de águas quentes.

Ler mais

Serra Gaúcha – Parte II (Gramado e Canela)

 

Nosso roteiro da serra gaúcha não podia deixar de contemplar a dobradinha Gramado e Canela.

Durante a estadia na região, escolhemos a Pousada Vivenda dos Sonhos (http://www.pousadavivendadossonhos.com.br/), que fica entre as duas cidades, um pouco mais afastada do centro de Gramado.

A pousada faz jus a seu nome! Ah, que saudade desse aconchego de lugar, com excelente atendimento, café da manhã espetacular. Melhor pedida, impossível.

img_7446
Um dos espaços de descanso da Pousada Vivenda dos Sonhos
img_7443
Café da manhã na Pousada Vivenda dos Sonhos

Ler mais

Bombinhas – linda cidade praiana em Santa Catarina

img_0340
Chegando em Bombinhas, um mirante para se contemplar a cidade

Como relatamos em post anterior, fizemos a dobradinha Beto Carrero – Praia, o que gerou maravilhosos momentos de entretenimento e descanso.

A escolha de ir a Bombinhas se deu por ter ouvido falar tão bem da cidade e suas belas praias.

Por outro lado, ter ido até lá acabou não nos dando tempo de explorar Penha além do parque temático. Também ficamos em falta com a ida a Piçarras, cidade ao lado de Penha que conta com o Museu Oceanográfico Univali – o maior em temática oceanográfica da América Latina (http://www.univali.br/institucional/museu-oceanografico-univali/Paginas/default.aspx).

Então, caso sua estadia seja toda em Penha, confira as praias locais e dê um pulo em Piçarras.

Ler mais

Nós amamos café – Onde tomar um bom café em Belo Horizonte

Nós amamos café – Onde tomar um bom café em Belo Horizonte

 

img_8554

Café é minha bebida predileta.

Café combina com bolo, pão de queijo, após o almoço, ou puro mesmo, para despertar. Só de sentir seu cheiro invadindo o ambiente dá vontade de se deliciar com uma boa xícara.

O gosto criou um costume: frequentar padarias e casas que oferecem a bebida, procurando o que existe de melhor do gênero em Belo Horizonte.

Ler mais

Passeio com as crianças no Beto Carrero World

img_4475

Em abril de 2016 levamos nossas crianças a Santa Catarina, para conhecerem o Beto Carrero World, e aproveitamos para esticar até Bombinhas e curtir uma praia.

A dobradinha foi interessante e proveitosa, já que após a maratona do parque, tivemos alguns dias de descanso a beira mar.

Santa Catarina é um estado que merece a consideração das famílias na escolha de roteiros de viagem.

Povo muito educado, hospedagens com boa estrutura, children friendly, praias lindas, e ainda o maior parque temático da América Latina compõem algumas das atrações que tornam o passeio bastante interessante.

Ler mais

Onde comer em Soure

A culinária marajoara nos encantou. Visitamos alguns dos restaurantes de Soure mais citados em guias de viagem e comemos muito bem, pagando preço justo.

Os destaques ficam para:

Solar do Bola – filé marajoara impecável – o prato serve fartamente duas pessoas.

img_20160803_124607039
Filé marajoara no Solar do Bola – maravilhoso

Patuanu – ótimas opções de pratos – destaque para o caranguejo delicioso. Servem açaí aos moldes paraenses, como é consumido na região – resfriado, sem misturas, com a opção de se comer com farinha de tapioca e adoçando com açúcar.

Ler mais

O que fazer na Ilha do Marajó

img_20160805_093507043

Escolher o que fazer em um passeio determina muito o que se pode extrair dele.

Planejamos nosso roteiro com antecedência, pesquisando muito pela internet.

Para começar a pensar no que fazer na Ilha do Marajó, deve-se ter em conta que Soure e Salvaterra são apenas duas das doze cidades que ali se localizam.

Na verdade, a maior cidade da ilha é Breves, com cerca de cem mil habitantes.

No nosso roteiro, optamos por nos hospedar em Soure.Ficamos lá dois dias, os quais nos informamos serem suficientes para se conhecer o básico da região. Com tempo, vontade de desbravar e querendo descansar no local, três dias podem ser uma melhor pedida.

Ler mais

Ilha do Marajó – para quem QUER estar lá

 

img_4950

Eu tinha muita vontade e curiosidade de conhecer esse pedaço do Brasil. Foi essa a motivação para incluir a Ilha do Marajó no roteiro de Belém/PA.
A maior ilha fluviomarítima do mundo revela contrastes que se observam facilmente.

Mas a beleza do lugar tem que ser buscada.

O acesso à ilha é feito por balsa ou catamarã. Há dois postos em Belém; para quem vai sem veículo (Terminal Hidroviário Porto Luiz Rabelo) e para quem vem de carro ou moto desde Belém (Icoaraci).

Ler mais